Follow by Email

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Transporte público em Guarulhos

TRANSPORTES



   O Departamento de Transportes é responsável pela gestão de todo sistema de transporte urbano da cidade, em todos os modais existentes – ônibus, lotação, escolar e táxi – e os que vierem a compor o Sistema de Transporte Urbano em Guarulhos.

   Essa gestão ganhou maior dimensão a partir de 2004, quando foi criada a Secretaria de Transportes e Trânsito e, em seu organograma, o Departamento de Transportes.

   São atribuições do Departamento de Transportes:

     - contratar serviços do sistema de transporte público de passageiros urbanos, coletivo e individual, regular e especial;

    - controlar a operação dos serviços de transportes no município, inclusive infra-estrutura de terminais e pontos de parada;

    - elaborar estudos econômicos e tarifários, controlar custos e monitorar o fluxo de caixa do transporte público;

    - elaborar a programação operacional dos serviços de transportes e controlar sua execução;

    - gerenciar contratos de prestação de serviços de transportes;

    - promover o controle, inspecionar, vistoriar e fiscalizar a frota e os operadores dos serviços de transporte público; e

    - fiscalizar a execução dos serviços do sistema de transporte público de passageiros urbanos, coletivo e individual, regular e especial.

   Este departamento é composto de 3 (três) Divisões, que por sua vez são compostos pelas respectivas Seções, a saber:

   - Divisão Técnica de Planejamento Operacional

-     Seção Técnica de Programação de Serviços e Planejamento, responsável pela elaboração e tratamento de toda a rede de transporte coletivo de passageiros;

-     Seção Técnica de Infraestrutura do Sistema, responsável pela execução e controle de todos os pontos de parada e abrigos de ônibus e lotações e, pontos de estacionamentos de táxis e escolares.

   - Divisão Administrativa de Operação e Fiscalização

-     Seção Administrativa de Fiscalização e Controle Operacional, responsável pela fiscalização de todo o sistema de transporte regular e clandestino;

-     Seção Administrativa de Vistoria e Inspeção, responsável pela avaliação de todos os veículos componentes dos modais existentes

   - Divisão Administrativa de Cadastro e Processamento

-          Seção Administrativa de Cadastro e Processamento de Ônibus e Vans, responsável pelo cadastro e controle dos veículos, empresas operadoras do transporte coletivo municipal e condutores cadastrados no sistema lotação;

-          Seção Administrativa de Cadastro e Processamento de Táxi e Escolar, responsável pelo cadastro e controle dos veículos e operadores dos modais táxi e escolar;

-          Seção Administrativa de Transporte Escolar Gratuito, responsável pelo cadastro e controle operacional do transporte escolar gratuito, em consonância com a Secretaria de Educação.
=

LEGISLAÇÕES

Sistema de transporte público em Guarulhos
- Lei Municipal n.º 3372/88  - estabelece as gratuidades no sistema de transporte coletivo municipal de passageiros aos aposentados e pensionistas.
- Lei Municipal n.º 4066/92  - estabelece as gratuidades no sistema de transporte coletivo municipal de passageiros aos aposentados e pensionistas.
- Lei Municipal n.º 4887/97  - estabelece as gratuidades no sistema de transporte coletivo municipal de passageiros aos portadores de deficiência.
- Lei Municipal nº 6276/07  - Ementa: Dispõe sobre a adaptação dos veículos que compõem o Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros do Município no sentido de atender pessoas com mobilidade reduzida e dá outras providências.
- Decreto Municipal n.º 18549  - regulamenta as gratuidades previstas nas Leis Municipais n.º 3372/88 e 4066/92.
- Decreto Municipal nº 25059/08  - Ementa: “Fixação de tarifa para o serviço de transporte municipal de passageiros – ônibus”.
Sistema Ônibus
- Lei Municipal n.º 1623/71 - criação do serviço de transporte coletivo municipal de passageiros por ônibus na cidade.
- Decreto Municipal n.º 17279/92  -  regulamenta a Lei Municipal n.º 1623/71.
- Decreto Municipal n.º 19951/97  - reclassificação das penalidades impostas através do Decreto Municipal n.º17279/92 (nova redação ao Artigo 42).
- Decreto Municipal nº 24963/07  - Ementa: "Regulamenta a Lei Municipal nº 6276 de 19 de julho de 2007 que dispõe sobre a adaptação dos veículos que compõem o sistema de transporte coletivo de passageiros do Município, no sentido de atender pessoas com mobilidade reduzida" (ônibus).
- Portaria n.º 174/2005-STT  - regulamenta o tipo de frota de ônibus para o sistema municipal.
Sistema Lotação
- Lei Municipal n.º 3830/91  - criação do serviço de transporte coletivo municipal de passageiros por lotação na cidade.
- Decreto Municipal n.º 20629/99 (com devidas alterações)  - regulamenta a Lei Municipal n.º 3830/91.
Sistema Táxi 
- Lei Municipal n.º 2433/80  - criação do serviço de transporte individual de passageiros por táxis na cidade.
- Decreto Municipal n.º 21675/2002  - autoriza a operação especial de táxis em dias de greve do transporte coletivo municipal por ônibus.
- Decreto Municipal n.º 21874/2002  - estabelece critérios para criação de pontos de táxis na cidade.
- Decreto Municipal n.º 21889/2002  - delega à Secretaria de Transportes e Trânsito (antiga Secretaria de Serviços Públicos) poderes para gestão sobre o serviço de táxis na cidade.
Sistema Escolar
- Lei Municipal n.º 5907/2003  - criação do serviço de transporte coletivo de passageiros na cidade na modalidade escolar.
- Decreto Municipal n.º 22546/2004  - regulamenta o serviço de transporte coletivo de passageiros na cidade na modalidade escolar.

=

História do Transporte público em Guarulhos.

Um dos maiores PIBs e populações do País em um município, Guarulhos nasceu protetor e a serviço da Capital Mas logo depois mostrou ser uma das forças econômicas e políticas de maior destaque do Estado
Monobloco Mercedes Benz O 321

Aeroporto Internacional André Franco Montoro, atividades econômicas intensas e de diversos ramos, uma estrutura de vias e rodovias que fazem jus à cidade que é uma das portas de entrada do Brasil.
Toda essa rede de serviços, indústrias e a população que gira em torno dos 1,3 milhão de habitantes são frutos de anos de luta e busca pelo desenvolvimento. No caso de Guarulhos, mais precisamente, 450 anos a serem comemorados no próximo dia 8 de dezembro.
Guarulhos passou pro praticamente todas as etapas de evolução dos grandes conglomerados urbanos brasileiros, desde as primeiras habitações por colonizadores, que conferiam um aspecto mais urbano para a realidade da época, pela escravidão, a forte interferência da igreja católica nos negócios do estado, passando pela fase que implantou a urbanização de fato, nos anos de 1920 e pela a que consolidou em 1940.
Com a urbanização e o aumento dos bairros cada vez mais distantes dos centros territoriais e econômicos, que atraíam pessoas em busca de oportunidades e melhores condições de vida, obviamente se fez necessária a atuação de transportadores de passageiros, que não tinham apenas a visão de subsistência ou pequeno lucro. Mas que, mesmo começando pequenos, tinham a ambição e a visão de que Guarulhos ainda se tornaria maior.
Neste contexto, resume bem a história dos transportes de Guarulhos e a própria do município, a Empresa de Ônibus Guarulhos Ltda. A empresa foi criada para responder ao rápido crescimento populacional e ao aprimoramento das atividades econômicas, fatores que resultaram em maior necessidade de deslocamentos internos, a partir dos anos de 1940.
A Guarulhos foi fundada em 1º de março de 1946 pelos empreendedores José Nascimento dos Santos e Fioravante Iervolino. O início foi modesto, com seis ônibus que ligavam a Pena, na zona Leste da Capital, ao centro e a alguns bairros de Guarulhos. Assim, como a população foi crescendo, também expandiram-se as linhas e a quantidade de carros da empresa. Em 1º de setembro de 1960, a empresa já tinha várias ligações e mais investidores, além das famílias fundadoras, o que fez com que nesta data fosse transformada em sociedade anônima.
Apesar de ter enfrentado problemas financeiros e administrativos, decorrentes da conjuntura econômica da inflação dos anos de 1980, que aumentava os custos e diminuía a rentabilidade das empresas, a Guarulhos continuava ser atraente para grandes investidores a do setor. Um deles conseguiu adquirir a empresa, o Grupo de Jacob Barata, formado por empreendedores do Rio de Janeiro que viram na Guarulhos uma oportunidade para aumentarem a participação no Estado de São Paulo. Em 1996, mesmo pertencente ao mesmo grupo, a empresa foi desmembrada, surgindo a Guarulhos Transportes ao lado da Empresa de Ônibus Guarulhos.
Os transportes urbanos sempre foram presentes na história da cidade de Guarulhos. A cidade teve grande incremento urbano com a chegada do ramal Guapyra – Guarulhos, do Trem da Cantareira em 1915.
Várias empresas de ônibus marcaram e ainda fazem parte da cidade. Entre elas, Oito Irmãos, Canarinho, Icaraí, Transcol, Ponte Alta Tupã, Itaquaense, Transguarulhense (já extinta) e as em operação Vila Galvão, Arujá, Atual, Transdutra, Transmetro, alpem das próprias EO Guarulhos e Guarulhos Transportes.
Esta potência de cidade foi criada em 08 de outubro de 1560 como povoado estrategicamente localizado para defender a São Paulo de Piratininga dos ataques indígenas. A descoberta de monas de ouro por Afonso Sardinha em 1590, foi fundamental para a autonomia economia de Guarulhos.

GUARULHOS PONTO A PONTO DE ÔNIBUS NA LINHA DA HISTÓRIA

O Geórgrafo, professor e pesquisador William de Queiróz, criador do site Guarubus, que conta a história dos transportes pelas pinturas e modelos de ônibus de diferentes épocas, ajudou nosso site, com uma trabalhosa, detalhada e valiosa cronologia exclusiva sobre os transportes. O material, com base em pesquisas de dados especiais, é divulgado de maneira inédita e deve servir como consulta futura e uma forma de deixar registrada para as atuais e futuras gerações a tão rica história dos transportes de Guarulhos, que está entre as cidades de maior destaque do País. Mantenham os créditos e visitem o site de Wiiliam: http://www.guarubus.fotopic.net/
Cronologia dos Transportes Públicos de Guarulhos
(Geóg. William de Queiroz)
- Início do Século XX -
• 29-12-1908 – O Governo do Estado autoriza a construção de um Ramal da Tramway da Cantareira até o bairro de Guapyra e, daí em diante passando por Nossa Senhora da Conceição de Guarulhos, Bonsucesso e Tomé Gonçalves.
• 04-02-1915 – Inauguração da estação de Guarulhos.
• 24-02-1915 – Inauguração do Ramal de Guarulhos da Tramway da Cantareira com 10.500m de extensão. A cidade contava inicialmente com 5 estações: Vila Galvão, Torres Tibagy, Gopouva, Vila Augusta e Guarulhos. Na década de 40 estendeu-se até a Base Aérea de São Paulo.
• 23-10-1915 – Inauguração da estação de Vila Galvão.
• 01-12-1916 – Inauguração da estação de Vila Augusta.
- Anos 20 -
• 31-02-1922 – Inauguração da estação de Gopouva.
• 15-09-1922 – Um ofício da The São Paulo Light and Power Company comunicando a possibilidade de não poder fazer o prolongamento de serviços de bondes até Guarulhos.
• 26-01-1923 – José Saraceni, residente à Avenida Guarulhos pede o privilégio de cinco anos para a exploração de uma linha de automóveis para o transporte de passageiros de Guarulhos ao bairro da Penha e vice-versa. O pedido foi reiterado em 13-02-1923.
• 11-01-1924 – Pelo Ofício nº 115 é pedida a eletrificação da Tramway da Cantareira nos molde da linha férrea São Paulo-Santo Amaro.
• 15-04-1925 – Paulo Faccini, na qualidade de gerente da Empresa Auto Bonds, requereu privilégio de transitar com passageiros de Guarulhos à Penha.
• 15-09-1926 – Lei nº 70 regulamenta o serviço de tráfego de auto bond entre Guarulhos e o bairro de Ponte Grande.
• Art. 1º – Todo auto bond é obrigado a colocar na parte interna da frente do carro o horário de trens da Tramway da Cantareira.
• Art. 2º – Todo condutor de carro auto bond deverá trazer consigo um relógio certo com o Tramway.
• Art. 3º – Aos infratores será aplicada a multa de Rs 50$000 (cinqüenta mil-réis) e caçada a carta na reincidência.
• 16-07-1928 – O serviço de transporte de passageiros de Guarulhos à Penha foi posto em concorrência pública.
• 15-09-1926 – É aprovada a Lei nº 70 que regulamenta o serviço de tráfego de auto bond entre Guarulhos e Ponte Grande.
• 14-08-1928 – É expedido edital de concorrência pública para a concessão dos serviços de transportes de passageiros, de Guarulhos à Penha, via Avenida Guarulhos.
• 15-02-1929 – A requerimento do proprietário da empresa Auto Omnibus, Adil Darghan, a Câmara concede Rs 500 (quinhentos réis) para a colocação de mais um veículo no percurso Guarulhos à Penha de França.
- Anos 30 -
• 15-05-1930 – Guarulhos contava com 4 ônibus.
• 27-11-1930 – Pela Portaria nº 29, o Prefeito Municipal Provisório, Delezino de Almeida Franco, resolve aceitar as propostas dos senhores Manzano & Abrahão referente ao serviço provisório de auto bonds entre esta cidade e a Penha. Esse serviço foi autorizado provisoriamente com as passagens a Rs 600 (seiscentos réis) e com o funcionamento de 3 carros grandes de 24 passageiros e 1 de 30 lugares.
• 24-05-1931 – Inauguração da estação de Torres Tibagy.
• 13-06-1931 – O Inspetor José Barbosa informa ao Prefeito Major Ariovaldo Panadés haver a Empresa de ônibus Manzano & Abrahão, sem qualquer aviso, retirado os ônibus que faziam o percurso Guarulhos à Penha de circulação, causando transtorno e sérios prejuízos aos usuários.
• 28-05-1932 – Guarulhos tinha 5 ônibus.
- Anos 40 -
• 25-01-1945 – Inauguração da estação da Base Aérea de Cumbica.
• 01-03-1946 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A passa a ser gerida pelo Grupo Fioravanti Iervolino e Irmãos Nascimento dos Santos, sendo a primeira atividade comercial foi a linha que ligava a cidade de Guarulhos ao bairro da Penha, na zona Leste da Capital.
- Anos 50 -
• 24-06-1958 – É inaugurada a sede do Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Anexos de Guarulhos.
• 1958 – Parte das operações da Empresa de Ônibus Guarulhos S/A são transferidas para E.O.Vila Galvão Ltda.
- Anos 60 -
• 05-05-1960 – A Empresa de Ônibus Guarulhos passa a integrar aos empresários Paschoal Thomeu e João Thomeu e as cotas adquiridas de Fioravante é associada aos Irmãos Nascimento dos Santos.
• 17/06/1960 – Decreto nº 36.780 determina que a Viação Atibaia-São Paulo ser permissionária da linha Guarulhos – Atibaia.
• 1964 – A E.O.Guarulhos S/A reforça a frota com 40 novos ônibus Mercedes-Benz modelo O-321, culminando em um grande evento na cidade.
• 31-05-1965 – Desativada a Tramway da Cantareira, ramal Guarulhos por questões de economia. Na época a Tramway era supervisionada pela Estrada de Ferro Sorocabana. O último trem de número 3131 deixou a Estação de Tucuruvi as 22:00 horas.
• 28-01-1966 – É fundada a Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda.
- Anos 70 -
• 1970 – A E.O.Guarulhos S/A reforça a frota com 50 novos coletivos Mercedes-Benz O-362 e garantem a qualidade no transporte. Nesta época começa operar a linha intermunicipal Haroldo Veloso – Parque D. Pedro II.
• 24-07-1972 – É dada a permissão à Empresa de Ônibus Guarulhos S/A a explorar a linha no percurso da fábrica da Pfizer – Depósito Municipal. Na mesma data é concedida permissão à Viação Gato Preto S/A a operar a linha Haroldo Veloso – Vila Galvão.
• 08-08-1972 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A inicia as atividades na linha Guarulhos à Arujá. Esta linha por sua vez ia até o Jardim Aracília, mas tinha que ir até Arujá para retornar à Guarulhos, passando esta ser intermunicipal. Mais tarde passou para a Viação Danúbio Azul que hoje é a Viação Transdutra Ltda.
• 05-09-1972 – ??
• 1973 – Com a inauguração do Metrô de São Paulo, a E.O.Guarulhos S/A é pioneira a operar na Estação Ponte Pequena (hoje Armênia).
• 09-09-1973 – Decreto 4.033 permite a Viação Gato Preto estender a linha Haroldo Veloso até o Jardim Lenize.
• 14-08-1973 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A passa a operar a linha que cobre o trecho das avenidas Dr. Samuel Ribeiro (atual Av. Santos Dumont) e Antonio Bardella até o portão da Base Aérea de Cumbica.
• 31-10-1973 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A obtém do Estado a permissão de explorar os serviços de passageiros do Jardim Moreira à Capital.
• 01-12-1973 – Começa a operação da linha que cobre o percurso Guarulhos à estação rodoviária Tietê sob a responsabilidade da Empresa de Ônibus Guarulhos S/A.
• 1974 – O Recibo nº 27.251 da Prefeitura Municipal de Guarulhos, tem como contribuinte a Transcol E.T.C. Ltda que refere-se ao caução de uma linha municipal e oito ônibus no montante de Cr$ 10.608,00, conforme Item II Art. 8º do Decreto 2.742 de 10 de março de 1971.
• 08-04-1974 – Decreto 4.523 é transferida à Transcol E.T.C. Ltda. A permissão da Viação Gato Preto para operar no trecho à segunda deferido.
• 12-07-1974 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A é autorizada a operar no trecho compreendido da Rua Conceição (Centro) à Base Aérea (Cumbica).
• 14-01-1975 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A obtém permissão para o transporte de passageiros do Jardim Tranqüilidade – São Paulo.
• 13-12-1977 – É criada a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU, órgão estadual responsável pelos transportes públicos intermunicipais da Região Metropolitana de São Paulo.
• 1978 – A E.O.Guarulhos S/A renovou sua frota com 200 ônibus. Na época, o modelo mais moderno era o CAIO Gabriela, conhecido por “Gabrielinhas”.
• 06/07/1979 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A começa a operar a linha intermunicipal Vila Rio – Penha (via Phillips).
- Anos 80 -
• 12-06-1980 – Decreto nº 7.252 revoga o Decreto nº 3636/72 que permite a Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda a explorar a linha de transporte coletivo – Pfizer Experimental (Bonsucesso) / Depósito Municipal.
• 09-12-1980 – Decreto nº 7.969 permite a Empresa de Ônibus Guarulhos S/A estender a linha Guarulhos-Pq. Uirapuru até o Jardim Cumbica.
• 26-02-1981 – É deferido à Transcol E.T.C. Ltda. Estender a linha Vila Galvão-Haroldo Veloso até o bairro Capelinha.
• 29-05-1981 – Decreto nº 7.298 permite a Empresa de Ônibus Guarulhos S/A estender até o Jardim Jacy a linha Guarulhos-Bairro dos Pimentas.
• 07-08-1981 – Decreto nº 7.667 a Empresa de Ônibus Guarulhos S/A é autorizada a operar com a linha Guarulhos-Bonsucesso até o Jardim Maria Dirce.
• 12-12-1981 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A dá início a operação do transporte de passageiros na ligação Guarulhos-São Vicente. Esta linha operava com ônibus Mercedes-Bens modelo O-364 e saía as 7:00 horas no bairro do Bom Clima todos os domingos com 10 carros para a Baixada. O Estado implantou um mandato de segurança para a E.O.Guarulhos e esta linha ficou por um tempo sem operação. Depois de dois meses voltou a operar com a linha Guarulhos-Santos-São Vicente, mas novamente um novo mandato de segurança tirou novamente de operação. Esta linha ficou durante dois anos com a E.O.Guarulhos. Um detalhe interessante era a pintura desses ônibus, diferente dos tradicionais verdes-amarelos, eram vermelho, branco e azul. Esta linha mais tarde passou a ser operada pela Expresso Brasileiro que continua até hoje.
• 06-01-1984 – Face uma decisão judicial, os moradores do Bairro dos Pimentas ficaram sem ônibus para o Metrô Ponte Pequena.
• 18-06-1984 – É concedido pela Lei nº 2.863, o ingresso às gestantes, nos ônibus que circulam no município, pela porta dianteira.
• Janeiro de 1985 – Foram colocadas em operação as linhas de ônibus especiais para o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, SP. Eram duas linhas, uma saindo da Praça da República e outra do Aeroporto de Congonhas. Os ônibus operariam durante as vinte e quatro horas do dia, num percurso médio de trinta quilômetros.
• 16/12/1988 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A começa a operar a linha intermunicipal Jardim São Paulo – Penha.
• 01-09-1989 – Começou a operação do sistema seletivo do Aeroporto Internacional de Cumbica com duas ligações: uma para a Praça da República e outra para o Aeroporto de Congonhas.
- Anos 90 -
• Fevereiro de 1991 – Ocorreu a mudança dos acionistas da Empresa de Ônibus Guarulhos S/A. O controle acionário passou para o Grupo Jacob Barata, composto de vários empresários do Rio de Janeiro que atuavam e ainda atuam fortemente no transporte coletivo em todo o Brasil.
• 19/04/1991 – O Decreto nº 16.437 outorga a permissão de linha de ônibus à E.O.Vila Any Ltda explorar a título precário a linha municipal Vila Any – Residencial Mazzei. Esta empresa com sede à Rua Lagoa de Pedra, 182 – Parque São Miguel é gerenciada por Umberto e Ricardo Auriemma e Valdete Ataíde dos Santos.
• 13/05/1991 – O Termo de Permissão nº 02/91 permite a E.O.Vila Any Ltda a linha Vila Any – Residencial Mazzei com o número de 10 ônibus.
• 1991/1992 – O Grupo Atlântico compra a Viação Canarinho renovando boa parte da frota com ônibus novos.
• 28/01/1992 – O Termo de Permissão nº 08/92 permite à Marlin Transportes Especiais Ltda a operação da linha Jardim Maria Dirce – Residencial Mazzei. Esta empresa tinha sua garagem na Rua São José do Paraíso, s/nº – Parque das Nações.
• 27/07/1992 – O Termo de Permissão nº 02/91-I (Anexo 6) dava a permissão a E.O.Vila Any Ltda a operar a linha Conj. Marcos Freire – Residencial Mazzei.
• 1992 – A Transcol E.T.C. passa a ter nova gerência renovando parte da frota com 5 novos carros 0 km da CAIO modelo Vitória e usados vindos do Rio de Janeiro com nova pintura.
• 1992 – O Grupo Atlântico adquire algumas empresas pequenas da cidade como a Viação Ponte Alta e Viação Nova Cidade, trocando totalmente a frota com carros novos e uma nova pintura, onde antes estavam em péssimas condições de uso.
• Dezembro de 1992 – É inaugurada a nova sede e garagem da Empresa de Ônibus Guarulhos S/A na Rua Deputado Ulisses Guimarães, 270 no bairro do Taboão.
• Dezembro de 1992 – As empresas que operam em Guarulhos somam 16 empresas, são elas:
E. O. Guarulhos S/A, Viação Canarinho C.T.L., Expresso Brasileiro Viação Ltda., Transcol E.T.C. Ltda., Viação Itaquaense Ltda., Marlin Transportes Especiais Ltda., Viação Nova Cidade C.T.L., Viação Ponte Alta Ltda, Viação Poá Ltda., Viação Transdutra Ltda., Viação Tupã Ltda., Turismo Bom Clima Ltda., Viação Any Ltda., E. O. Vila Galvão Ltda., Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU e Auto Viação Urubupungá.
• 1993 – O Grupo Atlântico adquire a Transcol E. T. C., empresa que operava as linhas da região do Jardim São João para o Centro e Vila Galvão utilizando boa parte da frota que era da Viação Canarinho com uma nova pintura nos mesmos moldes do grupo. A Viação Any, essa com uma única linha – Vila Any-Pça do Estudante passa a ser operada pela Viação Ponte Alta também do mesmo grupo. Nesse mesmo entra em operação a Icaraí Transportes Urbanos Ltda assumindo as linhas que eram da Viação Itaquaense Ltda.
• 02/07/1993 – Processo nº 17.277/93 determina que a Viação Currupira Ltda realize o itinerário Hospital Dona Luíza – Residencial Mazzei com o Termo de Permissão nº 08/92-I (Anexos 3 e 4). Esta empresa tinha sua garagem na Avenida Papa João Paulo I, 367 – Bonsucesso.
• 14/10/1993 – A EMTU com o documento nº CT PC 1030/93, autoriza a linha intermunicipal Vila Carmela – Metrô Guilhermina-Esperança. Nessa época esta linha foi operada pala Viação Itaquaense Ltda.
• 20/10/1994 – O Termo de Permissão nº 08/92 (Anexo 5) dá a Viação Currupira a linha Jd. Maria Dirce – Residencial Mazzei que pertencia a Marlin T. E. Ltda. A garagem desta empresa mudou para a Rua Itaquara, 15 – Jd. Presidente Dutra.
• 1994 – O Grupo Atlântico unifica a Transcol, Ponte Alta e Nova Cidade, passando a ser denominada apenas Viação Nova Cidade CTL. A empresa adquiriu cerca de 100 novos carros 0km da marca Marcopolo, modelo Torino G4 com pintura nova e reformou alguns outros carros da empresa.
• 11/04/1995 – É autorizado à Icaraí Transportes Urbanos Ltda no prazo de 120 dias a exploração da linha Hosp. Dona Luíza – Res. Mazzei que pertencia a Viação Currupira.
• 25/09/1995 – Processo nº 22.381/95 a E.O.Guarulhos S/A pelo prazo de 120 dias a explorar a linha Praça 08 de Dezembro – Jd. Santa Clara.
• 01-04-1996 – É fundada a Guarulhos Transportes S/A a “filha” da Empresa de Ônibus Guarulhos S/A.
• 15/05/1996 – Portaria nº 2441/96 autoriza à Viação Nova Cidade CTL pelo prazo de 120 dias a explorar a linha Cidade Satélite – Res. Mazzei e Parque Jandaia – Res. Mazzei.
• 26/06/1996 – As linhas municipais estavam distribuídas:
Empresa de Ônibus Guarulhos S/A:
• 02/08/1996 – Ofício nº 196/96 autoriza a Viação Nova Cidade CTL o itinerário Jd. Santo Afonso – Res. Mazzei passando a atender o bairro de Cidade Satélite e fazendo ponto inicial no Jardim Guilhermino.
• 18/10/1996 – Portaria nº 4666/96 autoriza a Icaraí T.U. Ltda até o dia 28/02/1997 a explorar em caráter emergencial a linha Jd. Santo Afonso – Residencial Mazzei.
• 1997 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A foi eleita a melhor empresa do setor de todo o Brasil.
• 22/05/1997 – Ofício nº 003/97 altera as linhas: 191 Jd. Angélica – Jd. Iporanga; 191-1 Jd. Guilhermino – Jd. Iporanga; 292 Vila Any – Jd. Iporanga; E3 Pq Jandaia – Jd. Iporanga; E4 C. Satélite – Jd. Iporanga; E5 Jd. S. Afonso – Jd. Iporanga; E6 Pq. Piratininga – Jd Iporanga; E8 Pq. Jandaia – Jd. Iporanga, passando estas a atender a Avenida Rio de Janeiro.
• 04-07-1997 – É fundada o Grupo Atlântico
• 14/04/1998 – Processo nº 2038/97 prolongamento da linha 491 Ponte Alta – Jd. Iporanga (Viação Nova Cidade); Processo nº 2891/97 alteração da linha E8 Pq. Jandaia – Jd. Iporanga (Icaraí T.U.); Processo nº 3731/97 extinção da linha E3 Santo Afonso – Res. Mazzei passando para a linha 191 Jardim Angélica – Res. Mazzei (Viação Nova Cidade); Processo nº 2736/97 inclusão de veículos na frota municipal da Icaraí T.U. Ltda.
• 06/07/1998 – Ofício nº 011/98 aprova as alterações do itinerário da linha E5 Jd. Santo Afonso – Jd. Iporanga operada pela empresa Icaraí T.U. Ltda.
• 29-09-1998 – É fundada a Viação Transguarulhense Ltda, que passou a operar as linhas da Icaraí T.U., Viação Tupã e algumas linhas que restaram da Viação Nova Cidade.
• 1994 – É criada a GUARUPAS (Associação das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Guarulhos e Região).
• 22/08/2000 – Paralização das linhas: 892 – Jd. Maria Dirce – Jd. Flor da Montanha (Proc. 0717/2000); 892-1 Hosp. D. Luiza – Iporanga (Proc. 3524/99); E-8 Pq. Jandaia – Jd. Iporanga (via Dinamarca) (Proc. 2006/2000); 291-1 Cj. Marcos Freire – Jd. Iporanga (Proc. 2007/200).
- Século XXI -
• 28/06/2001 – Portaria nº 2295/2001 determina a Viação Transguarulhense realize o seguinte itinerário intermunicipal: Guarulhos (Vila Carmela) – São Paulo (Metrô Penha) via Pimentas/Airton Senna.
• 10-10-2001 – A GUARUPAS, associação que reúne as empresas de ônibus que operam em Guarulhos, apresentou o sistema de catraca eletrônica que começará a implantar e que deve começar a funcionar em fevereiro de 2002.
• 06-11-2001 – A Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda apresentou à Administração Municipal os novos ônibus que está colocando em circulação até dia 12 de novembro. De um total de 110 coletivos, a frota está sendo ampliada para 128 – um incremento de 16,5%.
• 2002 – Processo 4305/2001 determina que a Viação Ferraz Ltda realize o seguinte itinerário intermunicipal: Guarulhos (Centro) – São Paulo (Guaianazes), perante a EMTU.
• 06/02/2002 – A Viação Transguarulhense entrega 20 novos ônibus da marca Marcopolo modelo Viale e renovando sua frota sugerido pela Prefeitura.
• 03/04/2002 – Portarias nºs 007 e 008/2002 – SU determinam que sejam realizados os itinerários intermunicipais: M884TRO Guarulhos (Cumbica) – São Paulo (Erm. Matarazzo) e M889TRO Itaquaquecetuba (Pq. Piratininga) – São Paulo (Metrô Carrão).
• 10-04-2002 – Cerca de 30 ex-funcionários da Viação Canarinho C.T.L. compareceram à sessão da Câmara munidos de cartazes, para conseguir a sensibilização dos vereadores. A empresa está sendo fechada, e agora será reaberta com o nome Atlântico Transportes Metropolitanos. Desde o mês de março, foram demitidos 144 funcionários.
• 22/04/2002 – Portaria nº 023/2002 – SU pede a autorização da linha Guarulhos (Itapegica) – São Paulo (Metrô Tucuruvi), pernate a EMTU.
• 29/04/2002 – Portaria nº 026/2002 – SU determina a criação de uma linha intermunicipal Guarulhos (Aeroporto Internacional) – Santo André (TERSA), perante a EMTU.
• 01-05-2002 – Começou a operar duas novas linhas circulares operadas pela Viação Transguarulhense, sendo elas a 290-1 – Vila Carmela/Cidade Satélite e E-08 – Circular Pimentas/Centro.
• 13-05-2002 – Implantação da Bilhetagem Eletrônica.
• 14-05-2002 – A Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda entregou 10 novos ônibus que circularão nas linhas municipais, inaugurando as novas cores e a atual logomarca da empresa.
• 23-05-2002 – A Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda entregou 30 novos ônibus da marca Marcopolo, modelo Viale para as linhas intermunicipais, cujas cores obedecem ao padrão da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).
• 03-06-2002 – Greve prejudica mais de 500 mil usuários de ônibus na cidade. Os trabalhos foram interrompidos após o sindicato das empresas de ônibus ter oferecido aumento de 5% e continuação das negociações salariais. Em assembléia, a categoria rejeitou a proposta. Alguns coletivos da Empresa de Ônibus Vila Galvão circularam pela manhã, mas retornaram às garagens. As empresas em greve são as E. O. Vila Galvão, E. O. Guarulhos, Guarulhos Transportes, Viação Canarinho, Viação Transvale, Viação Transdutra e Viação Transguarulhense.
• 15-08-2002 – Último de utilização do Passe Escolar de papel.
• 06/09/2002 – Portaria nº 033/2001 – SU determina a Viação Transguarulhense realize o seguinte itinerário intermunicipal: Guarulhos (Pq. Piratininga) – São Paulo (Metrô Penha) via Pimentas/Jd. Santo Afonso.
• 2003 – A Transmetro Transportes Metropolitanos Ltda inicia suas atividades operando parte das linhas intermunicipais que eram da Guarulhos Transportes S/A. Esta empresa é da antiga Viação Canarinho (Grupo Atlântico) que é apenas administrada pela E.O.Guarulhos S/A.
• 16/01/2003 – Processo Administrativo nº 2769/2002 determina a criação e realização da linha intermunicipal Guarulhos (Vila Carmela) – São Paulo (Metrô Carrão).
• 18/01/2003 – Processo Administrativo nº 3860/2002 determina a criação da linha intermunicipal Itaquaquecetuba (Pq. Piratininga) – São Paulo (Metrô Patriarca).
• 27/02/2003 – Portaria nº 015/2003 determina a autorizar a linha intermunicipal Itaquaquecetuba (Pq. Piratininga) – São Paulo (Metrô Carrão).
• 01-03-2003 – A Empresa de Ônibus Guarulhos S/A começou a operar a linha 175 BI-1 Jardim Adriana II – Metrô Armênia (Via Jardim Santa Emília e Jardim Jovaia), que vai atender os bairros Jardim Adriana II, Jardim Jovaia, Jardim Bela Vista, Jardim Santa Emília, Parque das Laranjeiras, Condomínio Ilhas Gregas e Parque Flamengo.
• 31-03-2003 – A Empresa de Ônibus Vila Galvão Ltda assume definitivamente as linhas da extinta Atlântico Transportes Metropolitanos na região do Bairro dos Pimentas (Jardim Leblon, Parque Piratininga, Jardim Angélica, Vila Any e Itaim) com 70 novos carros. Apenas a linha Jd. Cumbica continuou com a Atlântico por alguns meses.
• 19-05-2003 – A Prefeitura retira 6 ônibus da Viação Transguarulhense (prefixos 001, 002, 016, 028, 030 e 254) que faziam a linha 187-1 (Circular Pimentas/ Bom Clima – Via Centro) foram lacrados depois de serem reprovados em vistoria realizada pela Secretaria de Serviços Públicos. Os principais problemas verificados pelos fiscais foram caixa de direção com vazamento de óleo, tanque de combustível danificado, terminal de barra de direção com folga, entre outras irregularidades. Para operar a linha, a Secretaria remanejou veículos da Empresa de Ônibus Guarulhos, Empresa de Ônibus Vila Galvão e Guarulhos Transportes, que passaram a fazer o itinerário.
• 12-08-2003 – Greve de motoristas e cobradores da Viação Transguarulhense. A Prefeitura montou um esquema especial de transporte para atender as regiões de Bonsucesso, Cumbica e Pimentas. Foram deslocados na operação 14 ônibus da frota reserva das demais empresas que atuam no município e 13 lotações que, durante todo o dia, foram liberados para circular em período integral na cidade. A greve foi o único meio encontrado pela categoria para forçar a empresa a registrar cerca de 150 funcionários que trabalham sem carteira assinada.
• 03-09-2003 – Começam a operar com bilhetagem eletrônica cerca de 29 Lotações Regularizadas pela Prefeitura.
• 12-2003 – A Viação Transguarulhense Ltda passa a ser gerida pelo Grupo Belarmino.
• 08-01-2004 – Inicio de teste de bilhetagem eletrônica em algumas linhas intermunicipais (100 – Mikail/Penha, 253 – Paraíso/Metrô Penha e 105-EX – Jd. Moreira/Metrô Tucuruvi). O 1º teste foi realizado pelo Secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e o presidente da EMTU, Joaquim Lopes.
• 01-05-2004 – A Viação Transguarulhense Ltda ganha 70 novos ônibus, sendo 40 micro-ônibus e 30 convencionais.
PESQUISA E REALIZAÇÃO DA CRONOLOGIA: William de Queirós, responsável pelo site Guarbus, que retrata a história dos transportes não só de Guarulhos, mas de todo o Estrado de São Paulo e outras regiões do País por desenhos de modelos e pinturas que marcaram épocas e cidades



Fontes:
Ranali, J. 1986. Cronologia Guarulhense.
E.O. Guarulhos S/A. Site: www.onibusguarulhos.com.br e Jornal Roda Viva
Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU. Site: www.emtusp.com.br
Guarupas. Site: www.guarupas.com.br
Jornal Olho Vivo. Site: www.olhao.com.br

2 comentários:

  1. O ônibus "Vila Mariana" é da EAOPenha-São Miguel e não da Empresa Guarulhos

    ResponderExcluir
  2. A ligação ferroviária para trens de passageiros Guarulhos (Cumbica) ABC (Santo André)

    Entendo ser uma melhor opção a ser planejada é a ligação desta futura linha 13-Jade com a região do ABC, mais precisamente com a Linha 10-Turquesa no município de Santo André.

    Dentre as propostas apresentadas, entendo ser a do prolongamento da Linha 1-Azul do Metrô partindo do Tucuruvi, a mais sensata, porém não é a que esta sendo feita, outra opção teria como destino, no mínimo até o Brás, que também não será feita, com esta opção da nova Linha 13-Jade chegando até engº Goulart com transbordo obrigatório para a Linha 12-Safira que já se encontra ultra saturada.

    Devemos ficar vigilantes, e que a ligação até esta estação seja só uma primeira etapa, e que no mínimo seja feita utilizando bitola de 1,6 m e a largura padronizada dos carros de 3,15 m iguais aos existentes, permitindo a interpenetração, pois nem conseguiram acabar com o caos da estação da Luz, e já estão "planejando" outros inúmeros transbordos na nova estação Tamanduateí com as linhas 10-Turquesa, 2-Verde, e os monotrilhos Expresso ABC e Expresso Ipiranga Tiradentes, com um agravante, de que as plataformas da estação Tamanduateí são mais estreitas que a Luz, e não satisfeitos, já prevendo a expansão em linha reta em monotrilho, é assim nas linhas 2-Verde na estação Vila Prudente com a futura ligação com a 5-Lilás na estação Chácara Klabin e com a linha 1-Azul na estação Santa Cruz, e o projeto da futura linha 6-Laranja com transbordo obrigatório entre Metrô e Monotrilho caso os usuários desejem prosseguir viagem, fazendo que tenham que fazer múltiplos transbordos provocando enorme desconforto.

    Em uma concorrência governamental recente da CPTM-SP, os valores cotados pelas montadoras, foi ~ 80% superior aos praticados pela indústria chinesa e em relação ao fornecimento recente para a SUPERVIA-RJ e as carruagens já vieram na bitola de 1,6 m e na largura de ~3,15 m, com ar condicionado e circuito interno de TV, e sem a necessidade de se adaptar estribos nas portas (gambiarra) para compensar o vão com a plataforma, ou seja exatamente conforme as condições brasileiras, sepultando os argumentos de custo menor dos defensores deste padrão europeu com carruagem de 2,9 m e bitola de 1,43 m.

    ResponderExcluir